PRERROGATIVAS, UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA!

MATO GROSSO - 23ª SUBSEÇÃO DE CAMPO VERDE

Newsletter


Ir para opção de Cancelamento

Agenda de Eventos

Abril de 2020 | Ver mais
D S T Q Q S S
# # # 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 # #

Notícia | mais notícias

Comissão de Direito Bancário e Securitário propõe criação de Banco de Administradores Judiciais ao TJMT

17/09/2015 14:30 | Recuperação judicial
Foto da Notícia: Comissão de Direito Bancário e Securitário propõe criação de Banco de Administradores Judiciais ao TJMT

    A Comissão de Direito Bancário e Securitário da OABMT encaminhou à Presidência do Tribunal de Justiça e à Diretoria do Foro proposta para a criação de um Banco de Administradores Judiciais para ações de Recuperação Judicial e Falências no Estado. A proposição foi assinada pelo presidente da Seccional, Maurício Aude; o presidente da CDBS, Evandro César A. dos Santos; seu vice-presidente, Romeu de Aquino Nunes; e o secretário-geral da referida comissão, Bruno Felipe Coelho.

    Na justificativa os advogados argumentaram a importância do profissional para o andamento das ações de recuperação judicial e falências e as dificuldades de encontrar administradores judiciais nos moldes do que determina a Lei 11.101/2005, em seu artigo 21. A norma estipula que “o administrador judicial será profissional idôneo, preferencialmente advogado, economista, administrador de empresas ou contador, ou pessoa jurídica especializada”.

    A Comissão de Direito Bancário e Securitário da OABMT defende que para conduzir de modo dinâmicos esses tipos de processos que são mais complexos esses profissionais necessitam de “complementação destes conhecimentos com noções de mercado, administração e até de contabilidade, a fim de que possam ajudar a superação da crise financeira da empresa. E explicita ainda que, principalmente no interior, há uma grande dificuldade do magistrado encontrar profissionais que tenham condições técnicas e experiência para bem desempenhar as funções a eles atribuídas.

    Os advogados ressaltaram que já existe no TJMT um Banco de Peritos criado pela Corregedoria-Geral da Justiça para facilitar aos juízes localizarem peritos e tradutores nas mais diversas áreas do conhecimento. “O Banco de Peritos funciona de forma simples e eficaz, trazendo uma plataforma em que os interessados podem se cadastrar e se disponibilizar para realização de perícias em suas especialidades, cadastrando seu currículo e titulações”, sublinharam.

    Assim, a CDBS da Seccional propõe, a exemplo do Banco de Peritos, a criação de um Banco de Administradores Judiciais para as ações de Recuperação Judicial e Falências no Estado, “visando uma maior transparência e efetividade processual”.


Assessoria de Imprensa OAB/MT
imprensaoabmt@gmail.com
(65) 3613-0928/0929
www.twitter.com.br/oabmt
www.facebook.com.br/oabmt
www.facebook.com.br/oabmatogrosso

 


Facebook Facebook Messenger Google+ LinkedIn Telegram Twitter WhatsApp